0

Motoboy de terno: pode?

Compartilhe

Empresas investem em uniformes sociais como forma de agregar valor à imagem e credibilidade da instituição representada por esses profissionais

moto-e-terno300Já pensou em receber uma entrega de um motoboy vestido de terno? Pois é, isso já é realidade em algumas empresas. A Prodacom, por exemplo, que presta serviços de consultoria, decidiu investir em ternos para uniformizar seus motoboys. Segundo Lucas Kolokathis, diretor da Hermitex – especialista em uniformes corporativos as empresas perceberam que o investimento neste tipo de vestimenta é um diferencial, principalmente quando os concorrentes prestam serviços similares e praticam preços equivalentes.

A opção de trajar o funcionário que faz entregas com roupas sociais é uma forma de pensar também no seu bem-estar psicossocial. “Na maioria das vezes eles circulam em ambientes como escritórios e recepções de prédios comerciais, onde o uniforme social já é o padrão. Usando o mesmo tipo de vestimenta, esse entregador se sente mais valorizado, pois não se destoa das outras pessoas”, enfatizou Lucas.

Embora a moda como forma de expressão já exista há anos, a importância da apresentação pessoal no meio profissional, tanto para o funcionário como para a empresa que está sendo representada, está ganhando força na gestão empresarial. Neste cenário, podemos dizer que o uniforme corporativo é uma ferramenta fundamental para promover uma imagem positiva e de credibilidade, e por isso deve ser adotado desde níveis hierárquicos mais baixos até os executivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *